Pesquisar este blog

domingo, 9 de setembro de 2012

O sol entardece...


O sol entardece
Lentamente...

Folhas de jornais descansam
Num olhar sonolento

Um corpo ociosamente
Copia quintais e suas nuances
E o tempo varre o silêncio
Enquanto a poesia dorme!