Pesquisar este blog

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Era solidão...

Era solidão. O silêncio da paisagem tragava aquele olhar. Não havia brisa. Por um instante o tempo parou. Apenas o peso da dor entorpecia o dia e na parede da memória, somente a moldura da tristeza. Aquela alegria fora enterrada naquela primavera. Perdas. Agora as lembranças calam a vontade de viver. Morrer? Talvez! O vazio preencheu a solidão e o dia ficou cinza.

Ydeo Oga
24/5/2005 15:25