Pesquisar este blog

sábado, 11 de setembro de 2010

Adeus...

A distância sacrifica um grande amor. Mas o que foi vivido fica perpetuado em nossas almas. Não se apaga e não se esquece! Até qualquer dia...