Pesquisar este blog

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Naquele banco solitário...

Naquele banco solitário
Repousa uma longa espera
A noite cansada
Apenas observa
E o vazio...
Preenche o escuro!