Pesquisar este blog

terça-feira, 27 de março de 2012

Rasga...

Rasga o silêncio
Noturnos divagares

A voz alcança
Permeia o âmago

Fuga do tempo
Feridas nuas

E a noite grita!