Pesquisar este blog

domingo, 11 de março de 2012

Noites...

Noites nuas
Vestem o frio

Silêncio branco
A congelar saudades

Sangram
Súplicas mudas
Num corpo solidão