Pesquisar este blog

domingo, 18 de setembro de 2011

Clarice Lispector...



Clarice Lispector

Tua escrita crava palavras nuas vestindo o compasso de tua existência fragmentada pelos corredores do pensamento. Lapidando todos os vazios surge a personagem forte e carregada de uma identidade inovadora. Viaja da loucura a lucidez em rompantes que norteiam todos os lados do caminho. A escuridão ilumina os passos da mulher que contrasta o teu tempo. E o teu tempo é o tempo de sempre!