Pesquisar este blog

sábado, 21 de maio de 2011

Nas paredes...

Nas paredes brancas sangram palavras nuas e o silêncio crava na ferida.