Pesquisar este blog

sábado, 8 de janeiro de 2011

"Yukiko Sugihara"

“Eu, através dos tankas de que tanto gosto, consegui fazer amigos poetas em todo o Japão. Se pude dedicar-me ao tanka , foi porque meu marido, nos difíceis tempos do pós-guerra, continuou a trabalhar pela família sem se preocupar consigo mesmo. E porque ele sempre me deu a segurança de ter alguém em quem pudesse confiar.”

(do livro “Passaporte para a Vida”, de Yukiko Sugihara, pág. 180)