Pesquisar este blog

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Há tanto silêncio...

Há tanto silêncio
Em tuas esquinas

Há um vazio perdido
Em ruas mortas

Inquietude queima
Exala ausências
Perpetuando a dor

Sobram sarjetas
Solitárias...